© rickpaglioni ++
Há 2 semanas + 1.944 notas + via + source + reblog
"Nunca me conformei com o fim de nada. Por mais que eu sentisse que era a hora."
Tati Bernardi. (via separadoss)
Há 2 semanas + 37 notas + via + reblog
"Às vezes eu sinto falta daquele Zé que conheci há dez anos atrás, sabe? Aquele Zé faz uma falta do caramba. Eu sinto falta das suas piadas sem graça, Zé. Eu sinto falta dos seus conselhos, Zé. Eu sinto falta do Zé de verdade, esse Zé aí não tá com nada, só quer saber de solidão. O que aconteceu com aquele Zé, hem? Me conta, eu quero saber. Que droga, Zé, sai dessa. Desencana."
Cuidado, Zé, a solidão é um vício. (via prescrevi)
Há 2 semanas + 43.850 notas + via + source + reblog
"Cansei desse quase amor."
Tati Bernardi. (via felicidadeadois)
Há 2 semanas + 20.129 notas + via + source + reblog
"Criticar sem conhecer é fácil."
Neto Monteiro.   (via inverbos)
Há 2 semanas + 24.265 notas + via + source + reblog
"Você me acalma, você é minha calma."
Neto Monteiro.  (via inverbos)
Há 2 semanas + 445 notas + via + source + reblog
"Meu penar pulsa minhas vênulas e orquestra meus ventrículos. Acinzento tudo ao meu redor com ferrugem, bronze, cobre e poeira de tristeza inerte. Não me satisfazem apenas livros mofados e discos velhos na prateleira, nem penteadeiras apodrecendo nos cantos do cômodo, tampouco as janelas emperrando nos trilhos. A antiguidade precisa exalar de tudo que me rodeia, vetustos ornatos pendurados por toda parte. Eu não vivo neste tempo humano, e minhas asas precisam de céus brumosos pra se enterrar. Muitas purpúreas violetas tingiram-se nas poças de sangue em meu caminho, rasas, meras e poucas, mas afogou minh’alma numa desolação oceânica, de profunda lamúria, como o rangir de uma maçaneta seca, ecoando pela solidão dos cômodos, numa destas melancolias que meu peito se rasga de emoção e sente a vida pulsar. Fiz da dor meu dilema, e emoldurei-me com toda agonia que a noite pode compreender: coleciono suicídios todos os dias, e se um dia eu for feliz de verdade, talvez não me restará mais motivos a se viver. Meu fôlego é tirado da morbidez, da tristeza absoluta, porque eu optei por vaguejar pelo vale das sombras, dançando à doce melodia duma penumbra roubada."
Annd Yawk.   (via inverbos)
Há 2 semanas + 5.079 notas + via + source + reblog
"Sobre o amor, te confesso:
nunca amei
mas o pouco que caminhei sobre ele,
foi sincero."
Neto Monteiro. (via inverbos)
Há 2 semanas + 3.556 notas + via + source + reblog
"Não faz mais efeito, perdeu a graça."
Capacitadora.  (via univerbos)
Há 2 semanas + 1.310 notas + via + source + reblog
"Vem aqui, segura minha mão. Me diz que tudo isso foi um sonho bobo e que tudo vai ficar bem, me diz que vai ficar aqui e mesmo tendo todos os motivos pra ir embora nunca vai me deixar. Diz que me ama. É tudo que eu preciso, você."
Guilherme. (via inverbos)
Há 2 semanas + 13.385 notas + via + source + reblog
"Passei tanto tempo, me importando, me chateando, ligando, correndo, fazendo das tripas corações para segurar o amor que restava nas costas. Agora eu prometi a mim mesma que não carregaria mais nada, peso nenhum sozinha. Não importo tanto, não me chateio tanto, não ligo tanto, não corro tanto e adivinhem só? Também nem preciso segurar mais amor nenhum, parece que agora ele vive flutuando e me acompanhando sempre. Quando eu parei de procurar ser amada, parece que o mundo começou a me amar mais."
Tati Bernardi.  (via inverbos)
Há 2 semanas + 69.561 notas + via + reblog
"As pessoas mudam, sabe? Elas têm que mudar. Alguns acontecimentos nos fazem crescer."
Fazendo Meu Filme 4. (via inverbos)
Há 2 semanas + 350.164 notas + via + source + reblog
"Está tudo bagunçado:
O cabelo.
A cama.
As palavras.
O coração.
A vida…"
William Leal.   (via inverbos)